G-TBS60V86J9
 
VISTORIA ELÉTRICA EM
QUADROS ELÉTRICOS
Vistoria Elétrica em Quadros de Distribuição

A vistoria elétrica é realizada com equipamentos específicos e por profissional habilitado a realizá-la e a interpretar seus resultados.

Durante a vistoria, as instalações físicas são comparadas com o projeto           "As Built" da edificação.

 

O laudo de inspeção nos quadros elétricos apresenta o estado atual das instalações e as não-conformidades encontradas, classificadas segundo o grau de risco que oferecem.

Esse trabalho ajuda os gestores condominiais a conhecer os problemas e a planejar soluções que minimizem, ao máximo, os riscos elétricos da edificação.

A vistoria e a emissão de laudo são baseadas nas Normas ABNT 5410 e    do Ministério do Trabalho NR-10.

TERMOGRAFIA EM QUADROS ELÉTRICOS
Termografia Elétrica em Brasília

As imagens térmicas possibilitam detectar previamente problemas eletro-eletrônicos em componentes e equipamentos presentes nos quadros elétricos e demais instalações.

Trata-se  de um ensaio não destrutivo (END) e não invasivo.

Entretanto, não basta fotografar termograficamente. É preciso analisar as imagens corretamente, de acordo com parâmetros bastante específicos.

 

Uma análise termográfica deve ser realizada por um profissional com conhecimento técnico eletro-eletrônico, com certificação técnica em termografia.

ATERRAMENTO EM ELEVADORES
Aterramnto em Elevadores

Poucas pessoas sabem da importância do aterramento de elevadores.

 

Esse cuidado pode salvar vidas. Mas também pode preservar os equipamentos que compõem o sistema elétrico dos elevadores: cabine interna e externa, quadro de comando e motor.

Uma vistoria pode custar apenas de 5% do valor de uma placa de controle eletrônico do quadro de comando do elevador.

TESTE DO
DISPOSITIVO DR
Dispositivo DR

DR é a sigla de Diferencial Residual. Trata-se de um dispositivo importantíssimo, pois protege pessoas e animais contra os efeitos do choque elétrico por contato direto ou indireto com instalações ou equipamentos energizados.

Ao detectar uma fuga de corrente na instalação, o DR desliga o circuito imediatamente, minimizando os efeitos do choque.

O DR também evita perdas de energia, que aumentam os gastos no final do mês.

 

Porém, não basta ter o DR instalado. É preciso que ele esteja em perfeito funcionamento. Assim, é recomendado que seja  feito, anualmente, um teste de eficácia.

O ensaio é realizado com equipamento que simula uma fuga de corrente real, mensurando o tempo de desarme e o valor da corrente de desarme.

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA
Central de Iluminação de Emergência

Centrais de Iluminação de Emergência fazem parte do sistema de segurança de uma edificação. 

 

Essas centrais são equipamentos de suporte à falta de energia elétrica, acendendo a iluminação de emergência quando isso ocorre.

A vistoria das Centrais de Iluminação de Emergência consiste na simulação de queda de energia e na  verificação da autonomia do banco de baterias, do funcionamento do bloco de iluminação e do fluxo luminoso, estabelecidos pela NBR 10898.

 

ESTUDO PARA INSTALAÇÃO DE AR CONDICIONADO EM CONDOMÍNIOS
Ar condicionado

Análise de Demanda para Instalação de Ar Condicionado em Condomínios

Algumas edificações por já terem sido construídos há algum tempo, não prevê a instalação de aparelhos de ar condicionado.

Oque deverá ser avaliado:

1- A capacidade total potência (kVA) disponibilizada para atender a demanda (kW) de energia para a unidades consumidoras da edificação;

2- Cálculo da disponibilidade de sobra de potência aparente (total) para acréscimo de carga, referente aos equipamentos de ar condicionado;

3- Verificação da capacidade dos dispositivos elétricos e de proteção como: medidores, condutores, disjuntores e posteriormente a infraestrutura do apartamentos;

4- O relatório técnico de análise de energia irá informa se será permitido a instalação, dos aparelhos de ar condicionado e sua capacidade máxima, sem que haja adequações no sistema elétrico, caso não seja possível sua instalação outro procedimento deverá ser adotado como o aumento de demanda para o condomínio;

Sem a análise do relatório o condomínio e sua suas unidades autônomas estará totalmente comprometida com relação a riscos de incêndio.

 

ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
eletricista

PRODIST MÓDULO-8

 

FLUTUAÇÃO DE TENSÃO

 

Fenômeno caracterizado pela variação aleatória, repetitiva ou esporádica do valor eficaz ou de pico da tensão instantânea.

 

Indicadores:

• Pst : Severidade de Flutuação de Tensão de Curta Duração

• Plt : Severidade de Flutuação de Tensão de Longa Duração

• Pst95% : Valor do indicador que foi superado em apenas 5 % das 1008 leituras válidas

LAUDO SPDA NORMA ABNT 5419-2015
Laudo SPDA em Brasília

O laudo de vistoria SPDA é um documento que comprova o funcionamento correto e desempenho do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas de edificações.

 

O laudo é importante para garantir a segurança da estrutura, equipamentos e pessoas que circulam no local, além de assegurar as indenizações da seguradora em caso de acidentes envolvendo descargas atmosféricas.

Recomenda-se o laudo uma vez ao ano ou quando houver uma ocorrência de descarga atmosférica no sistema.

VERIFICAÇÃO DISPOSITIVO DPS
Dispositivo DPS surto elétrico e raio

DPS é a abreviação de Dispositivo de Proteção contra Surtos elétricos. 

São componentes  desenvolvidos com o objetivo de detectar picos de sobretensão da rede elétrica e desviar tais correntes para o aterramento.

 

Esse dispositivo é importante, pois evita a queima de equipamentos eletro-eletrônicos.

 

Há diversos tipos de DPS, cada qual com determinado nível de proteção.

É preciso conhecimento técnico para avaliar a adequação de cada tipo à necessidade da instalação. 

 

Avaliamos a necessidade do Dispositivo e verificamos se o DPS instalado está em conformidade com o sistema elétrico.

QEE
QUALIDADE DA ENERGIA
Estação de energia elétrica

A qualidade de energia elétrica é a medida que expressa quão bem a energia elétrica pode ser usada pelos consumidores, e leva em consideração parâmetros considerados desejáveis para uma operação segura. 

Variações de tensão de curta duração, causadas pela energização de cargas que requerem altas correntes de partida ou 
por falhas nas conexões de cabos do sistema.

 

Pode resultar num afundamento momentâneo de tensão , 
numa elevação momentânea de tensão, ou até mesmo interrupção do sistema elétrico.

CENTRAL DE ALARME
DE INCÊNDIO
central-de -alarme-de-incendio-KXE - Ilu

Características

 

Classe B.
Quantidade de endereços: 80, 125 e 250.

Níveis de Proteção

Surtos na rede elétrica

Ruídos da rede elétrica

Queda da rede (blackout)

Surtos no laço

Surtos na saída das sirenes

Inversão e curto da bateria

 

 

ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
Planos de Construção Elétrica

PRODIST MÓDULO-8

 

FATOR DE POTÊNCIA

 

O valor do fator de potência deve ser calculado a partir dos valores registrados das potências ativa e reativa (P, Q) ou das respectivas energias (EA, ER).

ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
Plugs de energia elétrica

PRODIST MÓDULO-8

 

DESEQUILÍBRIO DE TENSÃO

 

Indicadores: • FD% : Fator de desequilíbrio de tensão • FD95% : Valor do indicador FD% que foi superado em apenas 5 % das 1008 leituras válidas 

VISTORIA ELÉTRICA EM APARTAMENTOS
Vistoria Elétrico em Quadro de Apartamentos

A vistoria elétrica em apartamentos, lojas e salas comerciais tem-se tornado uma demanda crescente de síndicos condominiais, devido ao aumento significativo do número de incêndios em edifícios residenciais e comerciais nos últimos anos.

 

A causa dessas tragédias é, em geral,  a falta de manutenção preventiva dos quadros elétricos.

 

90% dos edifícios que visitamos, nunca fizeram esse tipo de manutenção.

 

Além do envelhecimento das instalações, outro problema é a sobrecarga gerada pela utilização de equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos de última geração como: fornos elétricos, fritadeiras elétricas (air-fryers) e chuveiros de alta potência, além, é claro, dos aparelhos de ar condicionado não previstos nos projetos elétricos.

ANÁLISE DE DESARME DE DISJUNTORES
Plugs de energia elétrica

O disjuntor é um dispositivo de proteção eletromecânico que tem por função principal monitorar a passagem da corrente de um circuito ou instalação elétrica.

 

Quando esse dispositivo detecta uma corrente que supera o seu valor nominal, ele secciona o circuito imediatamente e corta toda a passagem de energia que estava sendo permitida ali.

Sobrecarga: É o mais comum dos problemas devido ao dimensionamento das cargas e projetos em instalações elétricas.

ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
Lâmpadas

PRODIST MÓDULO-8

 

TENSÃO EM REGIME PERMANENTE

 

Refere-se à comparação do valor de tensão obtido por medição apropriada, no ponto de conexão, em relação aos níveis de tensão especificados como ADEQUADOS, PRECÁRIOS e CRÍTICOS.

ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
Estação de energia elétrica

PRODIST MÓDULO-8

 

DISTORÇÕES HARMÔNICAS

 

Componente senoidal de uma onda periódica de tensão ou corrente cuja frequência é um múltiplo inteiro da frequência fundamental

Indicadores:

• DITh: Distorção harmônica individual de tensão de ordem h

 

• DTT: Distorção harmônica total de tensão

 

• DTTp: Distorção harmônica total de tensão para as componentes pares não múltiplas de 3

 

• DTTi: Distorção harmônica total de tensão para as componentes ímpares não múltiplas de 3

 

• DTT3: Distorção harmônica total de tensão para as componentes múltiplas de 3

 

• DTT95%, DTTp95%, DTTi95%, DTT395% : Valor do indicador que foi superado em apenas 5 % das 1008 leituras válidas

ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
Fixação de linhas de eletricidade
ANÁLIDE DE ENERGIA ELÉTRICA - QEE
Limpeza dos Filtros

PRODIST MÓDULO-8

 

VARIAÇÃO DE FREQUÊNCIA

 

• Variações na frequência de um sistema elétrico são definidas como sendo desvios no valor da frequência fundamental deste sistema.

 

• O sistema de distribuição e as instalações de geração conectadas ao mesmo devem, em condições normais de operação e em regime permanente, operar dentro dos limites de frequência situados entre 59,9 Hz e 60,1 Hz

PRODIST MÓDULO-8

 

VARIAÇÃO DE TENSÃO DE CURTA DURAÇÃO

 

Afundamento

• Momentâneo

• Temporário

 

Elevação

• Momentânea

• Temporária

 

Interrupção

• Momentânea

• Temporária

MANUTENÇÃO SPDA NORMA ABNT 5419-2015
manutenção SPDA em Brasília
LAUDO NR-18
CANTEIRO DE OBRAS
canteiro de obras NR18 - Aterramento

A Norma Regulamentadora NR-18 regulamenta os Laudo de Aterramento Elétrico prevê juntamente com a NR-10 a segurança na obra de construção civil quando se trata de partes elétricas.

 

Um dos nossos técnicos realizam uma visita técnica no campo de obra para avaliar o aterramento elétrico dos equipamentos utilizados como por exemplo: andaimes, betoneiras, policorte, bebedouros entre outros, realizando a medição individual de cada equipamento conforme a Norma ABNT 15749 pelo método de queda de tensão com 3 fios tendo como referência a Norma IEE STD 81 no item 8.2.2.4.

 

Após as medições e entregue relatório detalhado sobre o aterramento das máquinas com registro no CREA-DF - CRT-01

REGISTRADOR DE QUALIDADE DE ENERGIA MONOFÁSICA
Registrado de Distúrbios Elétricos de Tensão

O Registrador de Qualidade de  é um gravador de qualidade de tensão plug-in de uma única fase  para detectar e registar problemas de qualidade de potência.

 

Os parâmetros de qualidade de potência, incluindo a média de RMS, os transitórios, o cintilar e a harmónica até ao 32º são registados utilizando um período médio selecionado pelo utilizador de 1 segundos a 20 minutos.

Funcionalidades:

 

Registro de tensão – possibilita monitorar e registrar tensão de alimentação; medir valores mínimos, máximos e médios em RMS; verificar se a tomada elétrica está suprindo energia dentro da faixa aceitável.

 

Medição de distorção – mede frequência e harmônicos; permite verificar se as cargas de distorção (sistemas nobreaks ou UPS, inversores etc.) estão afetando outros equipamentos. 

 

Medição de flicker – quantifica os efeitos de cargas comutadas em sistemas de iluminação. 

 

Captura de transientes de tensão – captura eventos intermitentes e momentâneos que podem afetar equipamentos; captura a forma de onda inteira, com carimbo de data/hora e duração

BALANCEAMENTO
DE FASES
Planos de Construção Elétrica

alimentação trifásica é composta por quatro fios: Neutro, Fase, Fase e Fase.

 

Cada fase tem tensão de 220 Volts, proporcionando assim uma melhor distribuição de carga por fase, o que resulta no balanceamento de carga residencial. 

 

Ao chegar ao quadro de distribuição as fases podem ser distribuídas uniformemente entre os circuitos de modo a obter-se o maior equilíbrio possível.

Toda instalação elétrica deve sofrer manutenção preditiva  para que seja verificado os níveis de tensão estão dentro dos parâmetros admissíveis pela ANEEL.

A manutenção preventiva SPDA deve seguir uma ordem e métodos que os técnicos devem ser treinados para realizarem de forma correta.

 

O técnico e/ou engenheiro responsável deverá fazer um levantamento dos resultados das medições ôhmicas dos aterramentos dentro dos padrões da norma atual, avaliar o estado de conservação das partes metálicas, averiguar se há partes enferrujadas e também analisar o tensionamento dos cabos contidos nos sistemas de captação e descidas.

 

O SPDA mais eficiente é aquele que consegue drenar ao solo a maior parte da corrente da descarga atmosférica, de forma homogênea entre as descidas de para-raios.

5419-2
GERENCIAMENTO DE RISCOS
NBR 5419.png
SISTEMA
FOTOVOLTAICO
Projeto e Instalação de Sistema Solar - Fotovoltaico

Conforme a NBR 5419:2015, deverá ser executado a Análise da Estrutura afim de verificar se as medidas de proteção contra descargas atmosféricas estão adequadas para a mesma.

 

Identificando os riscos, os tipos de danos e tipos de perdas relacionadas a estrutura.

Elaboramos o Gerenciamento de Risco Conforme NBR 5419-2:2015.

 

Toda documentação é assinada por Engenheiro Eletricista, com a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) do serviço, junto ao

CREA-DF

Orçamento preliminar de acordo com seus requisitos, considerando a irradiação solar local, o consumo energético dos últimos doze meses e a tarifa da distribuidora

 

Após aprovada a proposta, conduzimos a vistoria técnica da propriedade para coletar os requisitos do sistema

 

Com os requisitos técnicos em mãos, elaboramos o projeto e solicitamos o acesso à rede de energia junto à distribuidora

 

Após o projeto ser aprovado pela distribuidora, realizamos a instalação do sistema e solicitamos a troca do relógio de energia pelo modelo bidirecional